Angola

acessibilidade e negócios das TIC em tempo de pandemia

Esse foi o questionamento feito aos cidadãos interpelados pela equipa de reportagem do Jornal de Angola. Ao “Voz do Cidadão”, consideraram fundamental que os serviços estejam a altura das necessidades.

Apelam ao Instituto Nacional de Comunicações (INACOM) para continuar a fazer o acompanhamento e monitorização de modo a garantir a continuidade e estabilidade da prestação dos serviços. Para o engenheiro Informático Paulo de Castro, as tecnologias estão a jogar um papel importante nesta fase, mas precisa-se que as operadoras de telefonia flexibilizem as suas ofertas.Para ele, torna-se importante que as instituições possam funcionar, o que explica o uso de certas plataformas informáticas para a transmissão de reuniões em vídeoconferências.

No seu entender, as instituições devem capacitar os seus funcionários em sede de tal matéria, para que o cidadão tire sempre vantagem da inovação tecnológica.

Por exemplo, sugeriu que as instituições, no caso as administrações municipais, devem ter os meios necessáriospara o processamento do licenciamento pontual das actividades económicas.

Acrescentou que os funcionários públicos têm de dominar as tecnologias e sair das dificultam que perigam o bom funcionamento de certas instituições, o que faz com que impere a necessidade de os gestores institucionais poderem apostar nos seus recursos humanos.

Já para o pedagogo Moisés Lumingo, as TIC são cruciais para estabelecer contactos de negócios em tempo da Covid-19 em Angola.

O pedagogo afirmou que as Tecnologias de Informação, infelizmente, favorem mais as classes média e alta, que tem acesso fácil à Internet. Na sua opinião, deve-se trabalhar no sentido de colmatar as dificuldades, dando mais oportunidades para que o cidadão tenha acesso ao serviço de Internet, porque em Angola é bastante caro.

Para Moisés Lumingo a Internet é, actualmente, um dos meios mais importantes na comunicação de dados, voz e imagens, especialmente porque é barato noutras partes do mundo.

Por sua vez, António Lopes, engenheiro informático, apelou ao Executivo a trabalhar na capacitação dos agentes públicos, a fim de se fazer melhor uso das TIC, promovendo cursos básicos.
Considerou que, deste modo, estar-se-ia a adquirir conhecimentos teóricos e práticos sobre matérias tecnológicas e não só, para ajudar a melhorar o funcionamento das instituições públicas e, sobretudo, o atendimento nesta fase da pandemia”, sustentou.


Para obter as últimas notícias Tecnologia, Gamers, Cinema e tutorial , siga o SENASNERD no Twitter FacebookInstagram . Para os vídeos mais recentes sobre -> SENASNERD , Subscreva-se no canal no YouTube .

Domingos Massissa

Estudante de Engª Informática, editor do portal amante do mundo NERD, onde engloba cinema tecnologia e Gamers.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo