GlobalTECNOLOGIA

Diferença entre NTFS, FAT, FAT 32 e exFAT

Esteja você formatando uma unidade interna, uma unidade externa, uma unidade flash USB ou um cartão SD, o Windows oferece a opção de usar três sistemas de arquivos diferentes: NTFS, FAT32 e exFAT. A caixa de diálogo Formatar no Windows não explica a diferença, então explicaremos.

Um sistema de arquivos fornece uma maneira de organizar uma unidade. Ele especifica como os dados são armazenados na unidade e que tipos de informações podem ser anexados aos arquivos – nomes de arquivos, permissões e outros atributos. O Windows suporta três sistemas de arquivos diferentes. NTFS é o sistema de arquivos mais moderno. O Windows usa NTFS para a unidade do sistema e, por padrão, para a maioria das unidades não removíveis. O FAT32 é um sistema de arquivos mais antigo que não é tão eficiente quanto o NTFS e não suporta um conjunto tão grande de recursos, mas oferece maior compatibilidade com outros sistemas operacionais. O exFAT é um substituto moderno para o FAT32 – e mais dispositivos e sistemas operacionais o suportam do que NTFS – mas não é tão difundido quanto o FAT32.

Entenda o que é o FAT32 (File Allocation Table ou Tabela de Alocação de Arquivos), o NTFS (New Technology File System) é o sistema de arquivos padrão para o Windows NT e seus derivados, e ExFat é o que chamamos de uma FAT de 64 bits.

Ela é muito mais veloz que a FAT32 que já conhecemos. É ideal para pen-drives que serão usados com grandes arquivos, ou mesmo HD’s em que a velocidade de acesso é essencial e não se precisa dos recursos de segurança e journaling do NTFS.

ntfs-fat32-fat16-fat12

O que é NTFS

NTFS é o sistema de arquivos moderno que o Windows gosta de usar por padrão. Quando você instala o Windows, ele formata a unidade do sistema com o sistema de arquivos NTFS. O NTFS possui limites de tamanho de arquivo e tamanho de partição que são tão grandes teoricamente que você não os encontrará. O NTFS apareceu pela primeira vez nas versões de consumidor do Windows com o Windows XP, embora tenha sido originalmente lançado com o Windows NT.

O New Technology File System, conhecido como NTFS, trata-se de um sistema de arquivos que surgiu juntamente com o lançamento do Windows NT. A grande desenvoltura e excelente desempenho foi o fator determinante para que ele fosse adotado nos sistemas operacionais que surgiram depois do da Microsoft, como Windows XP, Windows Vista, Windows 7 e Windows Server 2008.

O NTFS possui várias características, em caso de falhas, por exemplo, quando o computador tem um desligamento repentino, ele tem a capacidade de reverter os dados para a condição anterior ao problema. O NTFS também possui a característica de suportar uma replicação de dados, como acontece nos sistemas RAID, por exemplo. O esquema de permissões de acesso é outra característica do NTFS. O NTFS dá a possibilidade do usuário definir quem pode e, como acessar pastas ou arquivos. Ele também possui muita eficiência no trabalho com grandes arquivos e também unidades de discos bastante cheias.

Compatibilidade : funciona com todas as versões do Windows, mas somente leitura no Mac por padrão e pode ser somente leitura por padrão em algumas distribuições do Linux. Outros dispositivos – com exceção do Xbox One da Microsoft – provavelmente não suportam NTFS.

Limites : Não há limites de tamanho de arquivo ou de partição realísticos.

Uso ideal : use-o para a unidade do sistema Windows e outras unidades internas que serão usadas apenas com o Windows.

O que é FAT

FAT é a sigla para File Allocation Table, em português, Tabela de Alocação de Arquivos. A primeira versão do FAT surgiu no ano de 1977. Nesta época era usado no sistema operacional MS-DOS e permaneceu padrão até o Windows 95. O FAT é um sistema de arquivos que tem seu funcionamento baseado em uma tabela representativa que possui a capacidade de indicar onde estão os dados de cada arquivo. A tabela usada possui função de guiar onde está localizado cada bloco e também onde estão divididos os arquivos gravados. O FAT, com o passar do tempo e surgindo assim, a necessidade de aperfeiçoamento, ganhou sucessores. Surgiu assim, o FAT12 e FAT16. O FAT12, praticamente não foi muito usado, o FAT16, por sua vez, foi padrão dos sistemas operacionais da Microsoft por bastante tempo.

A partir da grande necessidade de aperfeiçoamento do sistema, o FAT ganhou mais versões. No ano de 1996 a Microsoft lançou o FAT32, que se tornou o sistema de arquivos do Windows 95 (versão OSR 2) e do Windows 98. Ele também é compatível com versões lançadas a não muito tempo, como Windows 2000 e Windows XP, mesmo que estes possuam um sistema de arquivos mais avançado, o NTFS. O FAT trabalha com grupos de setores, não separadamente, assim, cada um recebe o nome de cluster ou unidade de alocação. No FAT16, cada cluster pode ter o seguintes tamanhos: 2 KB, 4 KB, 8 KB, 16 KB e, por fim, 32 KB. A definição desse tamanho é igual pois não pode ter tamanhos diferentes de clusters em uma mesma unidade de armazenamento.

Quando um arquivo é gravado, cada um deles utiliza tantos clusters forem necessários para cobrir o seu tamanho. Se, por exemplo, tivermos um arquivo com 50 KB, é possível guardá-lo em dois clusters de 32 KB cada. No geral, o tamanho dos clusters já é definido na instalação do sistema operacional, na etapa de formatação da unidade de armazenamento. O FAT possui melhor funcionamento em pequenos volumes de disco, comparando ao NTFS, pois ele diminui consideravelmente o overhead de controle, deste modo podemos dizer que, ele é menos pesado e deixa mais bytes livres para os dados em questão.

FAT32

O FAT32 é o mais antigo dos três sistemas de arquivos disponíveis para o Windows. Foi introduzido no Windows 95 para substituir o sistema de arquivos FAT16 mais antigo usado no MS-DOS e no Windows 3.

A idade do sistema de arquivos FAT32 tem vantagens e desvantagens. As grandes vantagens são que, por ser tão antigo, o FAT32 é o padrão de fato. As unidades flash que você compra geralmente são formatadas com o FAT32 para compatibilidade máxima não apenas com os computadores modernos, mas também com outros dispositivos, como consoles de jogos e qualquer coisa com uma porta USB.

As limitações vêm com essa idade, no entanto. Arquivos individuais em uma unidade FAT32 não podem ter mais de 4 GB de tamanho – esse é o máximo. Uma partição FAT32 também deve ter menos de 8 TB, o que é reconhecidamente menos uma limitação, a menos que você esteja usando unidades de capacidade super alta.

Embora o FAT32 seja adequado para unidades flash USB e outras mídias externas – especialmente se você souber que as utilizará em outros computadores que não sejam Windows -, não será necessário usar o FAT32 para uma unidade interna. Não possui as permissões e outros recursos de segurança incorporados ao sistema de arquivos NTFS mais moderno. Além disso, as versões modernas do Windows não podem mais ser instaladas em uma unidade formatada com FAT32; eles devem ser instalados em unidades formatadas com NTFS.

Compatibilidade : funciona com todas as versões do Windows, Mac, Linux, consoles de jogos e praticamente qualquer coisa com uma porta USB.

Limites : tamanho máximo de arquivo de 4 GB, tamanho máximo de partição de 8 TB.

Uso ideal : use-o em unidades removíveis, nas quais você precisa de compatibilidade máxima com a mais ampla variedade de dispositivos, supondo que você não tenha arquivos de 4 GB ou mais.

O que é exFAT

O sistema de arquivos exFAT foi introduzido em 2006 e foi adicionado a versões mais antigas do Windows com atualizações para o Windows XP e Windows Vista. O exFAT é  otimizado para drives flash – projetado para ser um sistema de arquivos leve como o FAT32, mas sem os recursos extras e sobrecarga do NTFS e sem as limitações do FAT32.

Como o NTFS, o exFAT tem limites muito grandes no tamanho dos arquivos e das partições., Permitindo que você armazene arquivos muito maiores que os 4 GB permitidos pelo FAT32.

Embora o exFAT não corresponda exatamente à compatibilidade do FAT32, ele é mais amplamente compatível que o NTFS. Enquanto o Mac OS X inclui apenas suporte somente leitura para NTFS, os Macs oferecem suporte completo de leitura e gravação para exFAT. As unidades exFAT podem ser acessadas no Linux instalando o software apropriado. Os dispositivos podem ser um pouco confusos. O PlayStation 4 suporta exFAT; o PlayStation 3 não. O Xbox One suporta, mas o Xbox 360 não.

Compatibilidade : funciona com todas as versões do Windows e versões modernas do Mac OS X, mas requer software adicional no Linux. Mais dispositivos suportam exFAT do que NTFS, mas alguns – principalmente os mais antigos – podem suportar apenas FAT32.

Limites : sem limites realistas de tamanho de arquivo ou tamanho de partição.

Uso ideal : use-o quando precisar de um tamanho maior de arquivo e limites de partição que o FAT32 oferece e quando precisar de mais compatibilidade que o NTFS. Supondo que todos os dispositivos com os quais você deseja usar a unidade sejam compatíveis com exFAT, você deve formatar seu dispositivo com exFAT em vez de FAT32.

Para entender melhor cada um deles, veja o comparativo:

NTFS em comparação com FAT e FAT32

  • Cria partições maiores que 32GB;
  • Tem capacidade de compactar arquivos e economizar espaço em disco;
  • Conta com melhor gestão de espaço, assim, gerando menos fragmentação;
  • Possui menos espaço desperdiçado;
  • Conta com on-the-fly a criptografia de arquivos usando o EFS (Encrypting File System, o Windows Professional).

FAT e FAT32 RELAÇÃO AO NTFS

  • É compatível com todos os sistemas operacionais;
  • Ocupa menos espaço no disco USB;
  • Trabalha de forma mais rápida e com menos uso de memória.

exFAT comparação com FAT e FAT32

  • Conta com leitura e escrita de arquivos maiores que 4 GB;
  • Capacidade de criar partições do disco com mais de 32 GB;
  • Possui melhor gerenciamento de espaço;
  • Conta com menos fragmentação.

Abaixo uma comparação entre os três sistemas de arquivos:

Critério NTFS5 NTFS exFAT FAT32 FAT16 FAT12
Sistema operacional Windows 2000
XP
2003 Server
2008
Vista
7
Windows NT
2000
XP
2003 Server
2008
Vista
7
Windows CE 6.0
Vista SP1
7
WinXP+KB955704
DOS v7 and higher
Windows 98
ME
2000
XP
2003 Server
Vista
7
DOS
All versions of
Microsoft Windows
DOS
All versions of
Microsoft Windows
Limitações
Tamanho máximo de volume 264 clusters minus 1 cluster 232 clusters minus 1 cluster 128PB 32GB for all OS.
2TB for some OS
2GB for all OS.
4GB for some OS
16MB
Máximo de arquivos em volume 4,294,967,295 (232-1) 4,294,967,295 (232-1) Nearly Unlimited 4194304 65536
Tamanho máximo de arquivos 264 bytes (16 ExaBytes)
minus 1KB
244 bytes (16 TeraBytes)
minus 64KB
16EB 4GB minus 2 Bytes 2GB (Limit Only
by Volume Size)
16MB (Limit Only
by Volume Size)
Número máximo de Clusters 264 clusters minus 1 cluster 232 clusters minus 1 cluster 4294967295 4177918 65520 4080
Comprimento máximo do nome do arquivo Up to 255 Up to 255 Up to 255 Up to 255 Standard – 8.3
Extended – up to 255

Para obter as últimas notícias Tecnologia, Gamers, Cinema e tutorial , siga o SENASNERD no Twitter FacebookInstagram . Para os vídeos mais recentes sobre -> SENASNERD , Subscreva-se no canal no YouTube .

Tags
Mostar mais

Domingos Massissa

Lincenciado em Engenharia Informatica, estudante de Tecnologo de Analise e Desenvolvimento de Sistemas. Amanhte do mundo de tecnologia .

Related Articles

Comentários

Back to top button
Close
×

Ola !

Clique  abaixo para conversar no WhatsApp ou envie um email para  info@senasnerd.com

× Falé comigo. Em que posso ajudar ?