Angola

Morreu: Kazuhisa Hashimoto criador do ‘Código Konami’ para videogames

Kazuhisa Hashimoto, o criador de videogames que criou o mais famoso truque nos videogames – o “Código Konami” – morreu.

A série de botões pressiona um controlador – Cima, Cima, Baixo, Baixo, Esquerda, Direita, Esquerda, Direita, B, A – entrou em muitos videogames ao longo dos anos como uma homenagem a Hashimoto e uma maneira de os jogadores explore jogos e encontre ovos de Páscoa.

Editor de jogos Konami

e o designer de som Yuji Takenouchi (“Dark Souls”, “Ace Combat X: Skies of Deception”) twittou quarta-feira sobre a morte do produtor aos 61 anos.

“O programador Kazuhisa Hashimoto, o criador do comando da Konami” BA superior, inferior, esquerda, direita, esquerda e direita BA “, morreu ontem à noite. Rezamos pelas almas”, dizia o tweet traduzido por Takenouchi.

A declaração da Konami dizia: “Ficamos tristes ao saber da morte de Kazuhisa Hashimoto, uma produtora profundamente talentosa que apresentou pela primeira vez ao mundo o ‘Código Konami’. Nossos pensamentos estão com a família e os amigos de Hashimoto-san neste momento. Descanse em paz. ”

O “Código da Konami” surgiu do jogo de arcade da Konami “Gradius”, lançado em 1985 no Japão e um ano depois nos EUA. Hashimoto, que programou uma versão do jogo de arcade para o Nintendo Entertainment System, disse que o jogo era muito difícil para ele terminar, então ele inseriu um código especial para permitir que ele trapaceie quando necessário.

“A versão arcade do Gradius é realmente difícil, certo? Eu nunca joguei tanto assim e não havia como terminar o jogo, então inseri o chamado código da Konami”, disse ele à revista japonesa Dorimaga, de acordo com um história arquivada no IGN.com .

O código permaneceu na versão inicial do jogo e os jogadores o encontraram. Desde então, os criadores de jogos o colocaram em vários jogos, e isso foi mencionado no filme de animação da Disney “Wreck-It Ralph”.

“O código ficou famoso pelo jogo de tiro de 1988 ‘Contra’, onde o código da Konami deu aos jogadores 30 vidas no jogo também notoriamente difícil”, escreveu Gene Park no site de notícias de videogames Launcher do Washington Post . “O impacto do código se estende além dos jogos. Tornou-se um código comum encontrar ovos de Páscoa e outros truques em sites como o BuzzFeed e o Google”.

O Código Konami foi usado em outros jogos “Gradius” e “Contra”, bem como nos jogos “Castlevania”, “Metal Gear” e “Dance Dance Revolution” “para oferecer qualquer coisa, desde músicas escondidas e maiores dificuldades até o castigo ao Solid Snake o jogador com um ‘Snippy’, pare de brincar, garoto! ‘”, escreveu Matt Gardner no Forbes.com .

“Nossas mais profundas condolências e votos de felicidades estão com os que estão próximos de Hashimoto no momento”, escreveu ele. “Os jogadores de todos os lugares estão, sem dúvida, saudando-o agora, principalmente por causa de uma admissão simples e honesta de que normalmente não somos tão bons quanto os jogos exigem que sejamos – uma admissão que ajudou milhões de outras pessoas a passar por esses momentos difíceis da vida”.

Muitos fãs expressaram seus pensamentos sobre a morte de Hashimoto – e seu legado – no Twitter. O “Código Konami” chegou a “um momento da cultura pop”, twittou o jornalista / videogame, desenvolvedor de filmes e TV Mike Mika.

“Hoje perdemos um homem que fez algo pequeno, mas impactante na indústria de jogos”, twittou a fã de videogame Natalia. “Descanse em paz, Kazuhisa Hashimoto, o criador do código da Konami.”

Domingos Massissa

Estudante de Engª Informática, editor do portal amante do mundo NERD, onde engloba cinema tecnologia e Gamers.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo