PlayStation

Nintendo diz que 300.000 contas foram violadas após hackers

Um truque inicial em abril comprometeu 160.000 contas e mais 140.000 violações foram descobertas desde então, disse a Nintendo.

A gigante japonesa de jogos Nintendo admitiu que hackers violaram 300.000 contas desde o início de abril, obtendo acesso a informações pessoais, como aniversários e endereços de e-mail, mas não aos detalhes do cartão de crédito.

Um hack inicial em abril comprometeu 160.000 contas e outras 140.000 violações foram descobertas desde então, informou a empresa com sede em Kyoto em comunicado divulgado na terça-feira.

“Lamentamos profundamente por causar problemas e preocupações aos clientes”, afirmou a Nintendo em comunicado, comprometendo-se a “melhorar a segurança … para impedir que isso aconteça novamente”.

Os hackers invadiram os IDs da Nintendo Network, destinados a serviços no Wii U e no Nintendo 3DS , e depois migraram para as Contas Nintendo, que podem ser usadas para compras na loja online oficial da empresa.

As compras fraudulentas das Contas Nintendo hackeadas representam apenas uma fração do total de vendas, informou a empresa, e prometeu reembolsar as vítimas, caso ainda não o tivesse feito.

A Nintendo tem desfrutado de uma forte exibição de seus populares jogos Switch e blockbuster, incluindo “Animal Crossing”, com demanda alimentada por jogadores presos em casa por causa da pandemia de coronavírus.

Domingos Massissa

Estudante de Engª Informática, editor do portal amante do mundo NERD, onde engloba cinema tecnologia e Gamers.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo